Gafeventos

Atendimento Personalisado

Com Doença, eu posso fazer exercícios?
Tenho uma lesão muscular, posso continuar meus treinamentos?
Meu médico pede para eu fazer atividade física, mas tenho prótese de quadril. O que posso fazer?
Tenho colesterol alto e meu médico pede para eu caminhar, mas tenho muita dor pela artrose nos joelhos. O que devo fazer?
Para osteoporose, caminhar é suficiente? E hidroginástica?

Tanto a mídia comum como a científica tem falado com muita freqüência a importância da atividade física ou exercícios para melhoria ou manutenção da saúde. Isto não nos resta dúvida. No entanto tudo fica muito confuso quando, mesmo sabendo que precisamos do exercício ou atividade física, apresentamos alguma limitação física ou doença. Precisamos, então, da indicação médica sobre qual exercício seria o ideal. Deparamos-nos, muitas vezes, com médicos que, embora saibam muito das doenças, conhecem muito superficialmente os exercícios e seus benefícios, visto pela ciência atual, e que acabam indicando atividades ou exercícios pouco eficientes para sua situação. Por isso resolvemos mostrar nosso trabalho. Totalmente embasado em evidência científica, destina-se a você que embora saiba dos benefícios da atividade ou do exercício, apresenta alguma limitação física ou até mesmo doença. Então, você demanda do profissional que programa, orienta e lhe assiste MUITO conhecimento sobre o assunto. Somos profissionais que conseguem unir conhecimentos da fisiologia do exercício com conhecimento das doenças musculoesqueléticas, cardiovasculares e neuromotoras e programar exercícios respeitando todas suas limitações trazidas pelasdoenças ou lesões decorridas da prática esportiva.

Outro problema que encontramos é quando o indivíduo ativo, muitas vezes até competitivamente, e não atleta profissional ou amador se lesiona. Quem continua seu treinamento mesmo mediante a uma lesão musculoesquelética? É possível se treinar mesmo estando machucado? A resposta para todas estas perguntas é SIM. O maior problema está na adequação da sobrecarga de trabalho, no tipo e quantidade de exercício escolhido. Entre em contato!

Nossos útimos anos dentro do Hospital das Clínicas, mais especificamente dentro do Departamento de Geriatria da Faculdade de Medicina da USP, nos mostraram novos horizontes para as aplicações dos nossos conhecimentos adquiridos nas pesquisas lá desenvolvidas.

Aprendemos a cada dia, quanto o exercício físico muito bem adequado é muito bem tolerado por indivíduos portadores de doenças. Estes grandes momentos de prática nos mostram que, de maneira bem profissional e científica, podemos treinar qualquer indivíduo, independente do seu grau de saúde.

P
or isso colocamos à sua disposição um grupo de profissionais altamente capacitados e treinados para este trabalho.